A Polícia Civil do Amazonas prendeu um homem de 32 anos, suspeito de ter estuprado a cunhada em 2011. No período em que o crime ocorreu, a vítima tinha entre 6 e 7 anos. Ele era considerado foragido desde 2019, quando o crime foi descoberto e denunciado à delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).

 

De acordo com a polícia, o crime veio à tona quando a mãe da menina, hoje com 15 anos, encontrou uma quarta na qual a filha revelava os abusos e expressava o desejo de morrer.

 

— Em 2019 a mãe dessa adolescente encontrou uma carta da filha, na qual continham informações de que ela pensava em tirar a própria vida — contou a delegada Joyce Coelho, titular da especializada.

 

Ainda segundo a delegada, depois de descobrir a carta, a mãe da adolescente registrou ocorrência e o inquérito foi aberto. O suspeito, porém, não foi localizado para prestar esclarecimentos. Diante disso, foi solicitado o mandado de prisão preventiva em nome dele, que foi expedido no dia 28 de agosto deste ano pela juíza Patrícia Chacon de Oliveira Loureiro, da 1ª Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes.

 

O homem, que não se relaciona mais com a irmã da vítima, irá responder pelo crime de estupro de vulnerável. Após os procedimentos cabíveis na Especializada, ele será encaminhado para Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.