O principal suspeito de matar um flanelinha com cerca de 20 facadas foi preso na quinta-feira (7) em Palmas. O crime aconteceu na véspera de Ano Novo e o corpo da vítima foi encontrado em um imóvel abandonado. As investigações da Polícia Civil apontam que o crime teria sido motivado por desentendimentos entre o suspeito e a vítima, que moravam juntos no local em que o assassinato ocorreu.

De acordo com a Polícia Civil, o homem preso tem 28 anos e possui passagens pela polícia pelos crimes de furto, roubo e tentativa de homicídio. Ele foi encontrado na Arse 24, antiga 210 Sul e foi detido por agentes da 1ª Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), que tinham um mandado de prisão temporária.

Ao ser ouvido pelo delegado, o preso afirmou que era constantemente humilhado pela vítima. Segundo ele, o homem que foi assassinado “gostava de agir como se mandasse no local que eles habitavam”.

O delegado Luciano Cruz informou que as investigações terão continuidade para que todas as circunstâncias do crime sejam esclarecidas.

O homem, que não teve o nome divulgado pela polícia, foi conduzido à delegacia e depois foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória (CPP) de Palmas.

O crime

O corpo do homem que trabalhava como flanelinha em estacionamentos da região central de Palmas foi encontrado na manhã da última sexta-feira (1º). O corpo da vítima tinha cerca de 20 perfurações e estava no quintal de um imóvel abandonado da Acne 01, antiga quadra 104 Norte. Duas facas que podem ter sido usadas no crime foram localizadas.

Segundo moradores, no local funcionava um estabelecimento comercial do setor automotivo, mas há cerca de um ano o imóvel foi desocupado.

Após o crime, o prédio foi isolado para realização da perícia. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML).

Por G1 Tocantins