Um incêndio florestal que se iniciou perto de um parque arqueológico no Peru foi totalmente apagado sem que fossem registradas vítimas nem danos ao patrimônio cultural, informou a Defesa Civil do Peru.

As chamas afetaram os distritos de Cuzco e San Sebastián, ambos na província e departamento de Cuzco, e arrasaram 1.040 hectares.

A extinção aconteceu logo após o fogo ter reavivado no sábado (10) nas proximidades da cidade de Cuzco.

O incêndio havia sido controlado na tarde de quinta-feira perto do parque arqueológico de Sacsayhuamán, localizado ao norte de Cuzco, antiga capital do império inca. Segundo informou a imprensa local dessa cidade situada a 600km ao sudeste de Lima, as chamas foram iniciadas por queimadas agrícolas expandidas por fortes ventos.

A operação para controlar o fogo implicou no deslocamento de um avião Spartan e um helicóptero da Força Aérea com equipes contra incêndios, e 200 pessoas entre bombeiros voluntários, soldados, policiais e funcionários locais.

As autoridades também informaram de um incêndio iniciado no sábado na província de Urubamba em Cuzco, que até a madrugada de domingo havia consumido 25 hectares de zona rural, mas até o momento sem pessoas atingidas.

Cuzco é um dos principais destinos turísticos do Peru por seu patrimônio arqueológico e sua proximidade com Machu Picchu, que se encontra fechada desde março devido a pandemia.