Um policial morreu esfaqueado e uma série de pessoas ficou ferida após um tiroteio próximo ao Pentágono, nos Estados Unidos, na terça-feira (3), informaram as autoridades americanas. O suspeito pelos disparos também foi morto no local.

A sede do Departamento de Defesa dos EUA precisou ser isolada após disparos terem sido registrados em uma área próxima da entrada do edifício, onde fica uma estação de metrô.

O Corpo de Bombeiros de Arlington disse em um comunicado que havia “vários feridos” no local mas não especificou se eles foram baleados ou se corriam algum risco.

As autoridades americanas anunciaram que a situação foi controlada 40 minutos após os primeiros disparos, mas não divulgou mais informações sobre o caso até a última atualização desta reportagem.

A segurança do Pentágono pediu em nota que as pessoas evitassem o Centro de Trânsito, área externa do prédio onde há um serviço de interligação entre os sistemas de metrô e ônibus.

O porta-voz do secretário de Defesa Lloyd Austin disse que o chefe do Pentágono “não estava no prédio no momento do incidente”.

Austin e o chefe de gabinete, general Mark Milley, estavam na Casa Branca para uma reunião semanal com o presidente Joe Biden.