O Tocantins deve receber 34.150 novas doses de vacinas contra a Covid-19 nesta sexta-feira (18). Segundo o Governo do Estado, são esperadas duas remessas: uma contendo 16.600 doses da CoronaVac e outra com 17.550 da Pfizer. Os imunizantes serão administrados em quem precisa da primeira ou segunda aplicação.

A previsão é que as caixas com os frascos cheguem durante ainda durante a madrugada. Depois de recebidos, os estoques serão conferidos na Central de Vacinação para serem distribuídos aos municípios na próxima semana.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que os públicos que deverão ser contemplados com as novas remessas são: pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, trabalhadores da saúde, forças de segurança e salvamento, forças armadas e trabalhadores da educação.

“Isso não impede que municípios, que já atingiram a estes públicos ou que não tenham estes públicos, possam dar continuidade aos demais grupos prioritários”, afirmou a SES.

A superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Perciliana Bezerra, explicou que depois que estes grupos forem vacinados, a imunização poderá ser ampliada para pessoas sem comorbidades, seguindo critério de idade.

Ela disse que o Estado enviou nota técnica aos 139 municípios do Tocantins. A orientação é que as prefeituras que têm primeiras doses (D1) em estoque vacinem primeiro os grupos prioritários.

“Precisamos otimizar as doses existentes sem furar a lista de prioridades. Após a vacinação dos grupos já estabelecidos podemos abrir a vacinação por faixa etária como já orientou o próprio Ministério da Saúde. […] A vacinação da população em geral será escalonada por faixa etária de forma decrescente, iniciando em 59 anos até os 18 anos, após ser submetida à aprovação nos Conselhos Municipais de Saúde”, disse Perciliana.

Palmas foi a última capital do Tocantins a iniciar a vacinação fora dos grupos prioritários. Só nesta quinta-feira (17) a cidade começou a imunizar moradores a partir dos 59 anos, sem comorbidades. Em uma rede social a prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB) anunciou que pessoas que tenham 58 anos também poderão ser vacinadas na cidade a partir desta sexta-feira (18).

Apesar de ampliar a campanha, Palmas segue como a capital com a idade mais alta para a imunização. São Luís (MA) vacina a faixa etária mais jovem: 23 anos. As pessoas com 60 anos ou mais representam 11,5% da população maranhense, ante 15% da média nacional.

Vacinação no Tocantins

Os dados do Vacinômetro, portal do governo que monitora a imunização no Tocantins, mostram que o estado já recebeu 681.250 doses de vacinas do Ministério da Saúde, sendo que 668.596 foram distribuídas aos municípios e 481.768 foram aplicadas.

São 342.687 aplicações referentes à primeira dose e 139.081 da segunda dose da vacina. Os dados foram atualizados na tarde da quinta-feira (17).

Por  G1 Tocantins.