Baixa umidade relativa do ar coloca o Tocantins novamente em alerta amarelo, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Conforme dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), o recomendado é 60%, e o estado deve ficar entre 30% e 20%, ou seja, menos da metade do aconselhado.

O estado ainda é de atenção, segundo a Defesa Civil Estadual. Alertando que quando a umidade ficar abaixo de 20%, já é considerado estado de emergência.

A orientação para a população é de evitar atividades ao ar livre nos horários mais quentes do dia, entre 11h e 15h, beber muita água para se manter hidratado, usar protetor solar e evitar ações que possam provocar queimadas, que agravam ainda mais a situação neste período do ano.

Estados vizinhos, como o Mato Grosso, Goiás, Bahia, Maranhão e Pará, também têm áreas afetadas pela secura. Já na metade sul do Brasil, o alerta é para quedas bruscas de temperatura em função da massa de ar polar que chega hoje ao país.