Para atender às necessidades relacionadas à área de saúde do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins e colaborar nos assuntos de natureza epidemiológica, inclusive empregar técnicas de medicina preventiva no combate ao Covid-19, o Poder Judiciário publicou no Diário de Justiça, o edital de processo seletivo para contratação temporária de um médico (a) infectologista.

As inscrições podem ser realizadas, via web, mediante envio dos documentos especificados no edital, ao endereço eletrônico: pseletivomedicotjto@gmail.com, até  31 de agosto de 2020, para profissionais com formação acadêmica de nível superior completo na área de medicina com Residência Médica ou Título de Especialista em Infectologia.

A contratação, com prazo de seis meses, prorrogável por igual período, se necessário, conforme previsto na Lei Estadual nº 2.098, de 13 de julho de 2009, visa suprir a demanda por serviços especializados, para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, primando pela competência técnica, eficiência e produtividade do profissional a ser contratado, e a segurança necessária à condução das atividades no âmbito do Judiciário tocantinense.

Atividades

Por seu papel intrínseco no estudo de doenças infecciosas, deverá pautar estratégias de ações preventivas e de manejo da doença (especialmente a Covid-19), por meio da experiência clínica no cuidado do paciente e da revisão de literatura específica e atual sobre tema. Atuar como conselheiro do Comitê de Saúde para o desenvolvimento de planos de contingência e de estratégias para o Plano de retorno ao Trabalho Presencial do poder Judiciário. Atuar na assistência de magistrados, servidores e dependentes fornecendo orientações, avaliações e conduta frente a caso suspeito ou confirmado. Auxiliar a equipe médica do Espaço Saúde quando solicitado.

Elaborar também protocolos de atendimentos de casos do Judiciário e de trabalho para as suas diversas unidades para quando do retorno às atividades presenciais. Atuar em conjunto com a equipe do Espaço Saúde na linha de combate ao novo coronavírus. Executar demais atribuições da especialidade bem como atividades gerais da respectiva competência.