Os tropeiros de Palmas começaram a percorrer os 220 km rumo a Natividade para o festejo do Senhor do Bonfim. A saída foi neste domingo (9) e a Tropeada da Fé deve chegar ao destino em cinco dias. De acordo com a organização, alguns já estão acostumados a montar em cavalos, porém para outros, será a primeira vez de uma longa cavalgada.

O tropeiro Manoel Felisberto, mudou-se para Palmas recentemente e disse que é primeira vez que vai ao festejo. Católico e apaixonado por cavalo, ele diz que uniu o útil ao agradável. “A gente gosta da chácara, da comitiva, gosta de andar montado. Eu sou muito católico, então junta-se o catolicismo com o gostar de montar na tropeada e vamos com fé em Deus para o Senhor do Bonfim”, ressalta.

Para aguentar a longa jornada, o café da manhã precisou ser reforçado e Paulo Renato que é o anfitrião dos tropeiros ofereceu uma mesa farta antes da partida. “O café da manhã tem que ser uma paçoca de carne de sol, bem reforçado, porque nós vamos andar hoje um percurso de 40 km e a gente tem de estar bem forte até a hora do almoço, da janta” explica.

Segundo Leonardo Beltrão, berranteiro oficial da tropeada, essa vida é necessária para que não se perca a tradição do festejo. “Estamos levando essa vida de tropeiro para não deixar acabar a tradição. Seguindo, andando nas nossas mulas e cavalos, tocando o berrante, trazendo o som do sertão pra capital”.

A tropeada deve chegar a Natividade na próxima sexta-feira (14).