O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu durante um telefonema ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, que envolva a China nas novas negociações sobre a limitação da corrida armamentista, informou a Casa Branca.

“O presidente Trump reafirmou que os Estados Unidos estão comprometidos com uma limitação efetiva das armas que inclui não apenas a Rússia, mas também a China, e aguarda ansiosamente discussões futuras para evitar uma corrida armamentista custosa”, declarou governo norte-americano em comunicado.

Os Estados Unidos e a Rússia — potências rivais durante a Guerra Fria — abandonaram no ano passado o tratado de desarmamento INF, que proibia mísseis com alcance de 500 a 5,5 mil quilômetros. Relembre no VÍDEO abaixo.

Washington também ameaça abandonar o tratado New Start, que mantém os arsenais nucleares dos dois países bem abaixo do nível da Guerra Fria e que expira em 2021.

Trump faz pressão para que a China seja incluída em um futuro acordo, argumentando que a capacidade nuclear e de mísseis de Pequim está se expandindo rapidamente.