Com o objetivo de colaborar com o distanciamento social no contexto da pandemia do coronavírus, além de possibilitar um complemento de renda para os motoristas parceiros, os aplicativos de mobilidade urbana Uber e Cabify inauguraram a possibilidade de entregas através dos apps.

A Uber lançou nesta semana no Rio duas opções para o envio de itens: Uber Flash e Uber Direct. A primeira serve para transportar itens e artigos pessoais, de pequeno e médio porte, para seus amigos e familiares sem sair de casa. Não é permitido, no entanto, enviar itens de valor ou cujo transporte seja proibido por lei ou pelas regras da categoria. Já a segunda modalidade oferece a negócios de qualquer tamanho uma solução para solicitar viagens para entregar seus produtos aos clientes.

O Rio é a segunda cidade a receber o serviço no país, que também está disponível em São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador, pelo mesmo preço do UberX.

“O lançamento faz parte dos nossos esforços para acelerar o desenvolvimento de soluções que respondam aos impactos trazidos pela pandemia. Com o Uber Flash, queremos contribuir para que as pessoas continuem conectadas, mesmo à distância”, afirma Claudia Woods, diretora-geral da Uber no Brasil.

Na semana passada, a Cabify já havia lançado uma solução semelhante, denominada “entrega”, através da qual é possível realizar entregas de objetos e encomendas entre usuários e/ou pequenos comerciantes. A novidade está disponível em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Brasília, Campinas e Santos. Além disso, a plataforma tem trabalhado para estabelecer parcerias com aplicativos de delivery, supermercados, farmácias, restaurantes e outros lojistas para ajudar a escoar a alta demanda.

“Estamos muito contentes em poder ajudar os pequenos comerciantes e os condutores da Cabify. A parceria com o EBANX faz todo sentido para o momento que estamos vivendo. Temos que agregar cada vez mais as empresas para que elas forneçam a maior comodidade e segurança para todos”, comenta Luis Saicali, diretor geral da Cabify Brasil.

A nova categoria tem, então, duas funcionalidades: uma é a entrega de produtos/mercadorias entre usuários, que possibilita deixar o ítem no veículo, sem contato físico, para que o condutor realize a entrega para o destino final. E a outra função é o delivery de refeições, produtos de farmácia, mercado, dentre outras coisas, na qual o consumidor deve fazer a compra em seu estabelecimento e/ou aplicativo de sua escolha, mas quem realizará a remessa será um motorista parceiro da Cabify. Ou seja, quem solicitará um carro será o estabelecimento para que um condutor da Cabify possa buscar as mercadorias e dirigir-se até o comprador, sem ter contato com ninguém.

Poderão ser enviados quaisquer produtos, com exceção de produtos ilícitos, cortantes e/ou perfurantes e inflamáveis, desde que corretamente embalados para evitar que caiam ou derramem.