A secretária de educação do Tocantins, Adriana Aguiar, detalhou alguns pontos do plano do governo estadual para o retorno das aulas presenciais. Além de informar que a volta será facultativa e decidida por cada unidade escolar, Adriana Aguiar disse ainda que no primeiro momento o retorno será para a conclusão do ano letivo de 2020.

Sobre a declaração do sindicato que representa os professores de que pode deflagrar uma greve caso o estado não recue da proposta, a secretária disse não ver necessidade da paralisação. Segundo ela, a volta será facultativa e ainda haverá ensino remoto para os estudantes que desejarem.

As únicas turmas que já estão com o último ano letivo fechado são as da terceira série do ensino médio. Mesmo estes estudantes, ainda poderão ter aulas de reforço e plantões de dúvida caso não tenham concluído o ano. Veja como ficaram as datas para cada turma.

Conclusão do ano letivo 2020

Ensino médio, as turmas que ainda não terminaram vão concluir no formato remoto. Para o Ensino fundamental, a integralização da carga horária vai ocorrer depois do retorno presencial. Veja como fica o calendário:

3ª série do Ensino Médio – Retornou de forma não presencial no dia 26 de junho e concluiu no dia 19 de dezembro de 2020

1ª e 2ª série do Ensino Médio – Retornaram de forma não presencial no dia 10 de agosto de 2020 e devem concluir o ano letivo no dia 6 de fevereiro de 2021

Ensino Fundamental – Retornou de forma não presencial no dia 10 de setembro de 2020 e devem concluir o ano letivo no dia 24 de março

Haverá busca ativa por estudantes do ensino médio que não tenham conseguido integralizar a carga horária ou entregar as atividades referentes ao ano letivo de 2020 dentro do prazo. Estes alunos serão recebidos nas escolas presencialmente e terão plantões de dúvidas para poder concluir o ano letivo de 2020.

Começo do ano letivo de 2021

Para as turmas do ensino médio, os dias entre 8 de fevereiro e 5 de abril serão de revisões. Haverá reforço dos principais conteúdos e plantões de dúvidas. Também será o período para a integralização da carga horária dos alunos que não conseguiram concluir as atividades dentro do período estipulado.

O período de matrículas para o ano letivo de 2021 deve começar no dia 16 de fevereiro e as aulas referentes ao período começam no dia 5 de abril.

Ensino superior

Na Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), gerenciada pelo Governo do Tocantins, o retorno está previsto para o dia 18 de fevereiro. O reitor da instituição, Augusto Resende, informou que a maior parte das atividades será através do ensino remoto. Em disciplinas onde houve dificuldades para ministrar as aulas remotamente o ensino será híbrido, com algumas aulas por semana sendo presenciais. Também está autorizado o regime presencial para disciplinas práticas, laboratórios e estágios.

Volta facultativa

O retorno será facultativo mesmo para as escolas da rede estadual. Cada unidade vai discutir a própria situação e avaliar a própria estrutura física. Também haverá consultas aos pais, para saber quantos deles pretendem aderir ao ensino presencial para os filhos neste momento.

A volta dos alunos também não será obrigatória. Os estudantes e pais que quiserem, poderão manter o ensino remoto, já que as atividades serão consideradas como carga horária pelas escolas.

O Estado informou ainda que 2,2 mil servidores dos grupos de risco seguirão trabalhando de forma remota.

As informações são do  G1 Tocantins.