O vereador de Palmas Diogo Fernandes (SD) teve a prisão decretada pela Justiça por falta de pagamento de pensão alimentícia. A decisão é do juiz substituto Valdemir Braga de Aquino Mendonça e determina que o parlamentar pode ficar até 30 dias preso e que o mandado de prisão só será suspenso em caso de quitação integral da dívida.

O valor da dívida seria de cerca de R$ 12 mil. Na decisão consta ainda uma tentativa de conciliação entre os advogados do parlamentar e da ex-mulher, mas que não houve acordo.

O Ministério Público Estadual se manifestou pedindo que os valores sejam descontados em folha de pagamento, dentro do limite máximo de 50% de rendimentos dele, até a quitação total.

O G1 tentou contato com o parlamentar Diogo Fernandes (SD), mas as ligações não foram atendidas.

O vereador faz parte da composição da Câmara de Palmas desde 2016 quando recebeu 1.636 votos. As informações são do G1 Tocantins.